10 maneiras de aumentar a libido em um homem

São muitas as tensões e inquietações a que o homem se expõe todos os dias, desde a família ao trabalho, sem levar em conta que podem ter uma condição física que está a alterar o seu funcionamento normal na vida sexual. Tudo isso pode fazer com que a libido, mais conhecida como desejo sexual, seja afetada e desencadeie certas situações que podem afetar seu desempenho normal no dia a dia.

Os homens em algum momento de suas vidas passaram por momentos de estresse físico e emocional, problemas de relacionamento ou de convivência em seu ambiente que ocasionaram diminuição da libido.

A pergunta que sempre surge é: Existem maneiras de aumentar a libido? De forma saudável e natural sem agredir outros órgãos e sistemas, obtendo apenas benefícios para a saúde e para o corpo. A resposta é sim, neste artigo você aprenderá como aumentar a libido sem afetar o corpo, obtendo os melhores resultados.

Através do pensamento, o desejo sexual é ativado de forma eficaz, é aí que são colocadas em prática determinadas técnicas, sejam visuais ou auditivas, que estimulam o aparecimento do desejo sexual. Desta forma, o desejo sexual pode ser alimentado.

Uma outra maneira de aumentar a libid é fazendo o uso do estimulante natural power libid, ele é um produto natural que ajuda a melhorar o desempenho sexual.

Você conhece as causas da baixa libido nos homens?

Nesse sentido, a diminuição da libido pode acontecer por inúmeras causas que é preciso saber:

  • Problemas de relacionamento
  • A forma como os hormônios atuam no corpo
  • Estresse ou depressão
  • Consumo de qualquer medicamento
  • Disfunção erétil que precisa ser tratada

Depois de saber exatamente o problema que deu origem à diminuição da libido nos homens, as ferramentas corretas devem estar à mão para resolver e neutralizar os efeitos que poderiam causar uma diminuição da libido nos homens.

Como os homens podem aumentar a libido?

Existem várias formas de aumentar o desejo sexual masculino, entre elas, pode-se citar:

  1. Use os benefícios das plantas naturais.

Existem plantas naturais responsáveis ​​por estimular o fluxo sanguíneo, dando ao corpo um melhor impulso sexual. Nesse grupo está o ginseng, seu consumo proporciona um alto nível de energia ao corpo, além de produzir uma melhor ereção em cada homem que o consome.

  1. Existem alimentos que aumentam a libido entre eles: chocolate amargo, mel, morango, manga, ostras, aspargos, vinho tinto, canela, entre outros. Cada um deles tem propriedades afrodisíacas que estimulam o desejo sexual, aumentando-o.
  2. Exercício físico: a atividade física frequente aumenta o bem-estar geral, o que se refletirá em um aumento da libido. O sedentarismo é uma das principais causas da diminuição do apetite sexual, por meio do exercício ocorre um aumento da libido, pois aumenta a circulação, ação que permite melhores ereções e aumento dos níveis de excitação no momento do ato. sexual.

Praticar um esporte permite uma maior produção de testosterona, bem como um maior bem-estar geral.

  1. Controle o estresse: O estresse é uma das principais causas da perda da libido, qualquer mudança no ritmo de vida irá diminuir o nível de estresse e permitir melhores relações sexuais. É importante se sentir bem consigo mesmo para dar o melhor ao seu parceiro, só assim você terá um relacionamento mais agradável.
  2. Emagrecimento: O excesso de peso pode causar perda da libido, por isso é preciso cuidar do peso. Uma alimentação saudável à base de proteínas e vegetais será capaz de fornecer os nutrientes que estimulam as funções do organismo, principalmente a produção de hormônios como a testosterona, importante para potencializar a vida sexual.
  3. O consumo moderado de vinho também estimula o aumento do desejo sexual, graças ao seu efeito estimulante. Seu consumo com moderação pode aumentar a libido.
  4. Tenha uma boa noite de sono: os distúrbios do sono podem gerar certo grau de estresse, o que pode ter um impacto direto no seu humor e na produção de testosterona.
  5. Procure ajuda profissional: Se precisar, não hesite em falar com um médico especialista como urologistas, andrologistas, sexologistas ou terapeutas de casais, só eles o ajudarão a chegar ao diagnóstico e implementar a terapia necessária dependendo dos sintomas que o paciente apresentar. Uma equipe multiprofissional que forneça as ferramentas necessárias para enfrentar este momento é ideal para o benefício da saúde sexual do casal.
  6. Pratique a Terapia de Casal: Se houver algum problema, é importante ir à terapia de casal, com a ajuda de especialistas como psicólogos, terapeutas ou sexólogos, será possível conseguir as ferramentas necessárias para harmonizar a relação e aumentar o desejo sexual.
  7. Paciência e Apoio: São duas ferramentas que devem acompanhar esta terapia, uma ao lado da outra fornecida pelo casal, são essenciais para o sucesso enquanto se atinge os objetivos nas mãos de especialistas e junto com o parceiro sentimental a confiança será alcançada , segurança e, claro, os resultados serão excelentes.

Para aumentar a libido em um homem em primeira instância, os níveis de testosterona devem ser aumentados e para isso, todos os recursos que estão disponíveis devem ser usados, como melhorar a nutrição, fazer exercícios, desfrutar de um sono reparador, controlar as emoções sem que afetam o desenvolvimento normal do dia a dia, controlam os níveis de estresse, procuram ajuda profissional, melhoram o relacionamento com o casal e, se necessário, vão juntos para terapia de casal.

O principal é ter paciência e também a certeza da concretização dos objetivos traçados em conjunto com a equipa de especialistas que o acompanha, nomeadamente com o apoio incondicional e compreensão do casal.

Tudo isso contribui para se sentir bem em todos os aspectos da vida, ainda mais com a sexualidade.

12 alimentos que ajudam a prevenir a disfunção erétil

Comer mal não apenas expõe você a estar acima do peso e a várias doenças, mas também pode afetar seu desempenho sexual.

É isso que o urologista americano Jamin Bramhatt acredita, que disse à revista de saúde masculina Men’s Health que alguns dos menores vasos sanguíneos e também certos nervos são encontrados no pênis. Portanto, se você é um viciado em junk food, seus vasos sanguíneos podem ser afetados por gordura e colesterol.

Como assim? Sua dieta pobre pode levar à diminuição do fluxo sanguíneo para o órgão sexual, o que pode impedir uma ereção.

Brahmbhatt diz que, embora pareça estranho, você deve tratar seu pênis como se fosse um veículo de luxo, ou seja, para que a viagem corra bem, é necessário fornecer o melhor combustível e tentar fazê-lo todos os dias. E seu corpo precisa da mesma coisa: alimentação saudável e exercícios para se manter forte, diz o profissional.

O especialista indica que existem alguns alimentos que podem ajudar nessa tarefa, pois aumentam a testosterona, fortalecem os espermatozóides e melhoram a ereção. e existem também estimulantes naturais como o titan grow que é a base desses alimentos para combater a disfunção erétil.

Café

Um estudo do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas em Houston analisou mais de 3.700 homens e descobriu que o café pode ser muito bom para eles.

Aqueles que bebiam o equivalente a 2 a 3 xícaras de café por dia – entre 170 e 375 miligramas (mg) de cafeína – eram menos propensos a relatar problemas de disfunção erétil do que os homens que não tomavam café.

A razão é que a cafeína desencadeia uma série de efeitos no corpo que ajudam as artérias penianas a relaxar e aumentar o fluxo sanguíneo, produzindo um efeito semelhante a drogas como o Viagra, explicam os autores do estudo.

Salmão, gema de ovo e leite fortificado

Pesquisa publicada pela Biblioteca de Medicina dos Estados Unidos, os homens precisam de vitamina D para o desempenho sexual. De fato, outro relatório divulgado no Journal of Sexual Medicine chegou a uma conclusão semelhante, afirmando que aqueles que são deficientes em vitamina D têm maior probabilidade de sofrer de disfunção erétil.

O primeiro estudo descobriu que os níveis de testosterona livre – o hormônio por trás do seu desejo sexual – aumentaram significativamente em indivíduos que consumiram vitamina D.

A segunda pesquisa revelou que, quando seu corpo não recebe vitamina D suficiente, ele produz radicais livres que diminuem o óxido nítrico, um composto que ajuda os vasos sanguíneos a trabalhar.

Por fim, sem vitamina D, seus vasos sanguíneos não conseguem relaxar, dificultando o fluxo de sangue para o pênis. Isso dificulta a obtenção de uma ereção, diz Larry Lipshultz, urologista-chefe e chefe de medicina reprodutiva masculina e cirurgia da Baylor College of Medicine.

Para obter vitamina D, você pode consumir alimentos como salmão, gema de ovo e leite enriquecido com esse nutriente.

Pistácios, amêndoas e nozes

Outro estudo publicado no International Journal of Impotence Research, sugere que os homens que consomem pistache regularmente veem uma melhora significativa em sua função erétil, capacidade de atingir orgasmo, libido e satisfação sexual.

Além disso, ajuda a aumentar o colesterol HDL (bom) e o LDL (ou ruim).

Os pesquisadores explicaram que os pistácios contêm um aminoácido que aumenta o óxido nítrico em seu corpo, o que – como dissemos no ponto anterior – ajuda os vasos sanguíneos a funcionar.

Mas os pistácios não são os únicos que podem ajudar nesse sentido, diz Brahmhatt, amêndoas, nozes e a maioria das nozes são uma grande fonte de gorduras saudáveis, boas para o coração e também para a função erétil.

Mirtilos e laranjas

Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition e realizada por pesquisadores da Universidade de Harvard, na qual acompanharam mais de 25 mil homens por 10 anos, determinou que aqueles que consumiam certos flavonóides – antocianinas, flavanonas e flavonas – tinham menor risco de disfunção erétil do que aqueles que não os ingeriram.

O estudo indicou que homens que ingeriam alimentos ricos em flavonóides – como mirtilos, morangos, maçãs e laranjas – algumas vezes por semana reduziam o risco de disfunção erétil. Os pesquisadores acreditam que os flavonóides desses alimentos podem ajudar a melhorar a saúde dos vasos sanguíneos, relaxando as artérias.

Se esse hábito foi adicionado ao exercício, o risco era ainda menor.

Leguminosas, grãos integrais e azeite

A dieta mediterrânea não é boa apenas para o coração, mas também para o desempenho sexual, porque as doenças cardíacas são uma das causas mais comuns de disfunção erétil. Quando os vasos sanguíneos começam a bloquear, o órgão sexual está entre os primeiros a ser afetado.

Um estudo italiano coletado pela Men’s Health indica que um grupo de homens que sofrem de disfunção sexual e síndrome metabólica consumiu muita fruta, grãos integrais, azeite e peixe.

Após 2 anos, um terço dos homens que seguiram a dieta mediterrânea recuperou a função sexual normal e a inflamação no corpo diminuiu.

Os pesquisadores não sabem ao certo por que a dieta pode ajudar homens com problemas sexuais, mas acreditam que a ingestão de alimentos ricos em fibras e ricos em antioxidantes pode ter propriedades anti-inflamatórias, o que ajuda a promover um fluxo sanguíneo saudável.

Além disso, os homens que comem gorduras monoinsaturadas, como peixes e nozes, também têm níveis mais altos de testosterona, sugerem pesquisas.